Como perturbar os Bibliotecários



por Eugenio C. G. Hansen,
bibliotecário da UFRGS

Dia 12 de Março é o Dia do Bibliotecário. Como membro desta categoria não vou imcomodar a vocês com auto-elogios à profissão, vou ensiná-los a nos perturbarem.

Apresentadas pelo bibliotecário indiano S. R. Ranganathan, as Leis da biblioteconomia são as mais eficazes formas de perturbar um bibliotecário. Estas leis são:

1) Os livros são para o uso;
2) A cada leitor o seu livro;
3) A cada livro o seu leitor;
4) Poupe o tempo do leitor
5) A biblioteca é um organismo em crescimento.

Os livros não estão na biblioteca para o deleite do bibliotecário, vocês têm o direito de usarem os livros, conhecer pessoalmente seus conteúdos. Assim toda a vez que um bibliotecário ficar mais preocupado em “salvar” os livros do que atender vocês: reclamem, questionem.

Pela segunda lei, vocês têm o direito de conseguir o livro adequado às suas necessidades. Assim o estudante do ensino médio que está escrevendo um trabalho sobre ossos quebrados não deve aceitar passivamente se lhe for entregue um manual complexo (e em alemão) sobre o tratamento da tíbia e, se tiver recebido o material adequado e desejar aprofundar no tema deve conseguir isto (pelo menos a indicação de outra biblioteca).

A terceira lei é difícil de ser usada pelas pessoas comuns, mas os diretores de escolas, administradores de empresas que mantêm bibliotecas podem questionar sobre a permanência de livros que não são procurados. Um livro não deve estar na biblioteca só por estar, eles ocupam espaço, precisam ser limpos etc. ou seja: não são objetos inocentes e inofensivos.

Chegamos à quarta lei e esta é a mais fantástica para vocês nos perturbarem. Se você é professor e a biblioteca compra um livro que lhe ajudará a preparar uma aula não permita que um bibliotecário seqüestre este livro sob a desculpa de que precisa ser classificado e catalogado, isto pode ser feito depois. Também rebelem-se contra normas e procedimentos que “burrocraticamente” comem o tempo, perguntem o porquê, apresentem alternativas…

A última lei dá a vocês o direito de solicitarem novos e melhores serviços (informatização, hora do conto etc.), que sempre ocorram novas aquisições. Uma biblioteca que não se atualiza está doente e logo pode morrer. Finalizo com o segredo dos segredos para nos perturbarem: O bibliotecário não existe por causa dos livros, mas sim por causa de vocês leitores!

Anúncios

Uma resposta to “Como perturbar os Bibliotecários”

  1. Blog do Ricardo Says:

    ahuhaeuheaExatamente, deve-se sempre fazer isso.Agora pensei em fazer algo parecido com a vida de um político profissional…Por exemplo, como encher o saco de um político…jaeuiajeuhaeuh

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: